É muito comum perdermos vários fios de cabelo por dia (acredita-se que o número gira em torno de 120) – quando mexemos, penteamos, durante o banho, entre outros momentos –, mas e quando você nota um volume anormal no travesseiro, na mesa do trabalho e em outros locais? A queda de cabelo é real e acontece com homens e mulheres.

O foco hoje é saber como é possível acabar com a queda de cabelo, afinal isso pode ser um incômodo e há a intenção de querer manter o volume e parar com a preocupação que isso pode provocar. Mas calma, antes talvez você precise entender que:

  • Queda de cabelo é diferente de:
    • Perda normal de cabelo.
    • Calvície.
  • Há muitas causas associadas com a queda de cabelo.
  • Perda normal de cabelo.
  • Calvície.
  • Perda normal de cabelo.
  • Calvície.
  • Perda normal de cabelo.
  • Calvície.
  • Perda normal de cabelo.
  • Calvície.
  • Perda normal de cabelo.
  • Calvície.

Com esses dois pontos chegaremos ao objetivo: como acabar com a queda de cabelo.

O que é Realmente Queda de Cabelo?

Queda de cabelo, perda de cabelo e calvície não são sinônimos. Primeiramente, veja como é formação de um fio em si – que é dividida em três fases:

1ª Fase: anágena – fase do crescimento que pode ter duração entre três a cinco anos.

2ª Fase: aatágena – fase de transição (intermediária) que é o momento em que os fios param de crescer e o normal é durar três semanas.

3ª Fase: telógena – fase de eliminação dos fios mortos, podendo durar de cinco a seis semanas.

Nesse processo o fio que caiu será substituído por outro que está nascendo. Essa é a perda (ou queda, como também dita) de cabelo normal, pois se mantém uma quantidade equilibrada de fios no couro cabeludo.

Agora, se os fios que se desprendem apresentam aquela pontinha branca, isso significa que ele não completou o ciclo todo – o que pode indicar uma queda de cabelo por motivos anormais. É essa a queda de cabelo que você deve ficar de olho.

  • Uma observação importante: o branquinho na ponta do fim não é a raiz! É o que se chama de mucina, parte que prende o cabelo no folículo.

A calvície, por outro lado, também conhecida como alopecia androgenética, é genética, ou seja, ocorre por conta de uma junção de um hormônio com uma enzima e é mais frequente em homens do que em mulheres. A calvície não é uma queda de cabelo, mas basicamente um quadro de rarefação capilar, isto é, vê-se o nascimento de fios cada vez mais atrofiados e finos até que se chegue ao couro cabeludo careca.

Pensando exclusivamente na queda de cabelo, há muitas causas que precisam ser mencionadas, afinal descobrir a razão exata que está ocasionando esse problema é indispensável para acabar com a queda de cabelo de uma vez por todas!

Causas da Queda de Cabelo

A queda de cabelo, para homens e mulheres, pode se dar por motivos internos e externos. Isso quer dizer que fatores ambientais podem afetar a saúde dos fios, da mesma forma que o próprio organismo possa provocar alguma mudança no ciclo e fazer com que ocorra o problema da queda.

Então, para saber como acabar com a queda de cabelo, observe na tabela abaixo as inúmeras causas que podem provocar o caimento dos fios e descubra se há qualquer semelhança com sua situação:

Um médico dermatologista pode fazer o diagnóstico sobre qual é o causador da queda de cabelo e indicar o melhor tratamento. Muitas pessoas também fazem uso de dicas e recomendações, além de, maneiras que previnem possíveis quedas de cabelo futuras. Saiba mais a seguir.

Como Acabar com a Queda de Cabelo?

Existem vários tratamentos dermatológicos que visam acabar com o problema da queda de cabelo. Um deles é uma loção à base de latanoprosta – substância que é utilizada para o tratamento de glaucoma, mas que é eficaz para o crescimento de novos fios e no estímulo daqueles que já estão em fase de crescimento.

Outro tratamento se chama microagulhamento, que visa aumentar a vascularização da região do couro cabeludo.

O médico dermatologista pode recomendar algum tratamento feito em clínicas especializadas, como os exemplos citados acima, como também algum medicamento tópico (como o Minoxidil) ou oral.